Para: Autismo; Dislexia; Problemas de Aprendizagem; Sistema Nervoso; Tonturas; Zumbidos; Dores de Cabeça; Sinusite; ATM; Fibromialgia; etc.; etc.


Pesquise neste site:


powered by FreeFind

Mapa do Site

Terapia Sacro Craniana:

Assuntos:

http://sacrocraniana.no.sapo.pt/doenca.html

Doença; Sinais e Sintomas

Doença é um nome que se dá a todo um conjunto de sinais e sintomas que o corpo ou a pessoa apresenta.

O nome da doença é dado em função dos sinais e sintomas que a pessoa apresenta de forma a reflectir esses mesmos sinais e sintomas.

Sinais são todas aquelas coisas que se vêem quando se olha para a pessoa ou para o seu corpo, enquanto os sintomas são aquelas coisas (sensações, etc.) que a pessoa sente, quer seja no seu corpo quer em alguma área do mesmo.

Uma vez isto entendido, facilmente se compreende que tratar uma doença é apenas tratar sinais e sintomas.

Para identificar uma doença há que conhecer os seus sinais e sintomas e tem de se ter um bom conhecimento acerca disso para se conseguir determinar exactamente qual é a doença existente uma vez que muitas doenças têm sinais e sintomas comuns e/ou idênticos.

A medicina é de facto a melhor coisa para determinar exactamente quais as doenças das pessoas uma vez que os seus diversos especialistas conseguem determinar o mais pequeno sinal ou sintoma e dessa forma determinar exactamente qual é a doença que a pessoa tem.

Determinar qual a doença da qual a pessoa sofre é extremamente importante pois permite usar dos meios mais indicados para a tratar.

Infelizmente a medicina e muitas das medicinas complementares corrigem as alterações existentes ou aquelas que estão a produzir os sinais e sintomas sem muitas das vezes se preocuparem em descobrir e tratar os porquês essas alterações começaram ou existem.

Infelizmente muitas pessoas apenas se preocupam em saber o nome da sua doença como se isso lhes resolvesse o seu problema. O nome apenas serve para evitar inúmerar todos os sinais e sintomas que o problema apresenta; não para o resolver.

Para que algo exista, tem de haver algo que proporcione o seu aparecimento. No caso de sinais e sintomas, tem de existir algo que os provoque. Corrigir os sinais e sintomas não chega nem é a solução correcta. Temos de corrigir aquilo que leva ao aparecimento desses sinais e sintomas. Temos de saber o que está mal e que dessa forma acaba por dar origem aos sinais e sintomas. Ou seja, temos de saber o que está na génese ou origem desses sinais e sintomas.

Só após isto devemos agir por forma a ir corrigir as causas que levam ao aparecimento desses sinais e sintomas.

De nada adianta corrigir os sinais e sintomas sem corrigir as suas causas. O que se deve fazer na verdade não é corrigir os sinais e sintomas mas corrigir as suas causas ou seja aquilo que os leva a aparecer e a manifestarem-se.

Muitos dos sinais e sintomas apenas indicam um mau funcionamento do corpo. A solução é descobrir o que leva o corpo a ter um mau funcionamento e corrigi-la.

A prática "corrente" consiste em detectar anomalias bioquímicas e outras e corrigi-las. Não corrigindo as causas dessas anomalias o problema volta mais cedo do que o desejável ou a pessoa tem de se tornar dependente desses correctores de sintomas.

De facto esta não é a solução uma vez que o homem já viveu milhões de anos sem esses correctores e conseguiu sobreviver. Isto só por si deveria ser mais do que suficiente para que as pessoas pensassem um pouco e se interrogassem acerca do que fazer para ultrapassar determinado problema - se querem mascará-lo ou se querem resolver as causas que levam ao seu aparecimento.

Se durante milhões de anos o homem sobreviveu isso mostra que ele tem dentro de si a resposta para a saúde e o bem estar. Se algo deixa de funcionar correctamente isso apenas significa que algo dentro de si não está a funcionar bem. Tendo dentro de si a resposta para corrigir isso, a solução é usá-la.

Infelizmente deixámos de acreditar em nós e na capacidade do nosso corpo para passarmos a acreditar na "ciência", na "tecnologia" e nas "pílulas milagrosas". O que se tem visto é que de facto os problemas continuam apesar de todos os avanços que se fazem todos os dias e hoje já nos defrontamos com vírus e bactérias multi resistentes. Esperem até à introdução dos alimentos geneticamente modificados e a toda a manipulação genética. Quando se acordar, temo que seja demasiado tarde.

A solução passa (e cada dia isso se torna mais evidente com provas cientificamente testadas e comprovadas) por um retorno ao natural e há observância das leis universais. Respeitar a natureza e TODOS os seus seres vivos é de facto o meio de nos respeitarmos a nós mesmos, pois quem não respeita os outros é porque não se respeita a si mesmo.

Hoje cada vez existem mais técnicas e terapias que permitem levar o corpo a encontrar o seu equilíbrio natural, levando-o a criar as suas próprias defesas e as substâncias químicas que precisa para o seu correcto funcionamento. Cabe à pessoa informar-se e seguir o que a sua consciência lhe diz.

Cabe aos técnicos estarem informados acerca dessas técnicas, terapias e medicinas e ajudarem a pessoa a encontrar as técnicas, terapias, medicinas, etc. mais indicadas para o problema em causa para que a causa do problema seja resolvida e não apenas se corrijam os desequilíbrios existentes tornando a pessoa dependente desses correctores sem resolver a ou as causas do problema.

 




Criada em: 30 de Outubro de 2003.